Você quer investir o seu dinheiro em um produto financeiro com perfil mais conservador, ou seja, que te deixe mais seguro quanto a riscos, e que, além disso, renda mais do que a poupança, por exemplo? Neste blog post, vamos te apresentar duas opções: a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

A LCI e LCA funcionam de forma semelhante: o associado compra o título de sua cooperativa e, após a data de vencimento acordada entre as partes, ele recebe de volta o dinheiro que investiu acrescido a uma taxa de juros, que pode ser pré ou pós-fixada.

Em outras palavras, pode-se dizer que a cooperativa pega “dinheiro emprestado” com seus cooperados a fim de repassar para outras pessoas impulsionarem o agronegócio ou o setor imobiliário. Desta forma, o cooperado que comprou o título recebe os juros sobre o valor que investiu.

Qual a diferença entre LCI e LCA?

A Letra de Crédito Imobiliário, como o próprio nome sugere, foi criada para fomentar atividades do setor imobiliário. Sua emissão tem como lastro (garantia implícita) créditos imobiliários garantidos por alienação fiduciária de imóveis ou hipoteca.

Já a Letra de Crédito do Agronegócio é um título emitido por uma instituição financeira autorizada a operar com crédito rural. A LCA é utilizada para captar recursos que serão destinados para o financiamento do agronegócio. Assim, tem como lastro para sua emissão os direitos creditórios do agronegócio.

 

Vamos falar mais sobre vantagens!

Já citamos que a LCI e a LCA são investimentos seguros, pois contam com garantia do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, o FGCoop, de até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ.

Ao optar por essa aplicação em renda fixa, o investidor alia segurança e rentabilidade, e mais: conta com isenção de taxa de administração e de Imposto de Renda para pessoas físicas.

LCI e a LCA são produtos ideais para os perfis de cooperados que não precisarão de liquidez durante o período investido.

E se agora você leu isso e pensou: ‘Oi? Liquidez?’ vamos ao significado! Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a Anbima, liquidez é a capacidade de converter um bem em dinheiro. Neste caso, representa a possibilidade de resgate do investimento.

Ainda sobre o tema, vale acrescentar que existem dois tipos de liquidez: a diária e a liquidez no vencimento. A primeira é mais voltada para o perfil de investidor que precisa realizar o resgate do investimento a qualquer momento. Já na segundo opção, o dinheiro só poderá ser resgatado no vencimento, assim como seu nome indica. A LCI e a LCA se encaixam neste último caso.

Imposto de Renda

Como já vimos no decorrer desse post, tanto LCI como LCA são isentos de Imposto de Renda para pessoa física, no entanto, os investimentos devem constar na Declaração de Imposto de Renda (IR), assim como seus rendimentos.

O primeiro passo para declarar LCI e LCA no IR é acessar a ficha “Bens e Direitos” e selecionar a opção referente à Aplicação de Renda Fixa (código 45). Em seguida, preencher os dados sobre o montante que investiu e sobre a instituição financeira.

Depois, acessar a ficha ‘Rendimentos Isentos e Não Tributáveis’, selecionar a opção ‘Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI)’ e informar os valores recebidos durante o ano.

Caso seja um investidor de LCI e LCA, é preciso fazer uma declaração para cada tipo de investimento, ou seja, é preciso repetir o processo ensinado acima.

Por sua vez, para pessoas jurídicas, há tributação. Ela ocorre conforme a tabela regressiva de IR para renda fixa, que varia entre 22,5% e 15%, de acordo com o tempo de investimento.

Afinal, qual melhor opção: LCI ou LCA? Agora que já compreendeu como os dois títulos funcionam, se está em dúvida sobre investir em LCI e/ou LCA, é importante fazer uma análise do rendimento em questão e de seu vencimento, observando seu objetivo financeiro ao realizar a aplicação. Para isso, você pode contar com a ajuda do Sicoob Engecred, que irá analisar seu perfil e te oferecer a opção mais adequada às suas necessidades.

Posted by Sicoob Engecred

O Sicoob Engecred é uma das mais sólidas e respeitadas instituições financeiras cooperativas do país. Alia gestão eficaz, carteira diversificada, atendimento diferenciado e foco no resultado dos associados para ser reconhecida como a principal instituição financeira de cada cooperado.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *