Se você busca entender o que é Responsabilidade Social Empresarial (RSE) na prática e como ela pode diferenciar sua empresa junto à concorrência e influenciar o futuro do planeta, está no lugar certo. Preparamos um material rico para que possa conhecer todas as formas de colocar a mão na massa. Vamos lá?

Primeiro, o conceito a partir de duas abordagens da Fundação Instituto de Administração (FIA):

Responsabilidade Social Corporativa (RSC): é o compromisso contínuo da empresa com o seu comportamento ético e com o desenvolvimento econômico.

Para isso, promove, ao mesmo tempo, a melhoria da qualidade de vida de sua força de trabalho e de suas famílias, da comunidade local e da sociedade. No geral, cria estratégias e ações diretamente relacionadas ao seu ambiente de negócios.

Responsabilidade Social Empresarial (RSE): é bem parecida com a RSC. No entanto, além de desenvolver a responsabilidade social para os diretamente envolvidos no negócio, amplia seu campo de atuação.

Dessa forma, a Responsabilidade Social Empresarial elabora campanhas e planejamentos que beneficiam os stakeholders e a sociedade em geral. E é ela o nosso foco neste post.

De olho no bem-estar

Para efeito de conceituação, identificamos as organizações socialmente responsáveis como aquelas que repensam suas posturas, comportamentos e condutas atuais. Dessa forma, se estruturam para colocar em prática atitudes que promovam o bem-estar dos envolvidos.

Teste aqui o nível de RSE da sua empresa:

1 – Desenvolve ações voltadas para beneficiar a sociedade e também ao meio ambiente?

2 – Não se restringe ao cumprimento de todas as obrigações legais, indo além por meio de um ‘maior’ investimento em capital humano, no ambiente e nas relações com outras partes interessadas e comunidades locais?

Se a resposta para as duas perguntas for positiva, parabéns! Sua empresa é socialmente responsável, ou está no caminho certo. Mas se for negativa está na hora de avaliar a adoção de atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Assumindo o dever de melhorar ativamente a sociedade, a economia e o meio ambiente, as empresas ao redor do mundo estão desenvolvendo programas de doações voluntárias. Os empreendimentos investem cada vez mais capital em projetos da área e até fazem complementação financeira para doações a cada ano.

Conheça os tipos de RSE:

1 – Voluntariado: muitas empresas destinam horas de seus colaboradores para ações voluntárias durante a jornada de trabalho e outras incentivam a participação de mais pessoas, oferecendo doações espontâneas às organizações sem fins lucrativos onde seus funcionários são voluntários.

2 – Trabalho ético: por meio de práticas de trabalho éticas, as empresas melhoram a qualidade de vida dos funcionários. Entre elas estão salários mais competitivos; pacotes de compensação competitivos; licença parental generosa; reembolso de matrícula em escolas; entre outras.

3 – Filantropia corporativa: são ações das empresas destinadas a promover o bem-estar de outras pessoas. Comumente realizam doações de fundos para caridade, especialmente utilizando programas de doações equivalentes. As empresas doam uma quantia equivalente àquela que seus funcionários estão doando a organizações sem fins lucrativos elegíveis.

4 – Ações ambientais: empresas que buscam diminuir o impacto ambiental que geram por meio de atitudes práticas como programas de reciclagem, redução de emissões de carbono, doações a causas ambientais, entre outras.

5 – Responsabilidade econômica: inclui iniciativas como manter o pagamento de impostos em dia; reinvestir capital nas comunidades locais e também pagar salários competitivos a seus funcionários. São práticas que buscam equilíbrio com a economia e a sociedade e permitem à empresa retribuir o recebido de forma equitativa.

Por onde começar? Que tal contar com a ajuda de uma Oscip?

O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social é uma Oscip cuja missão é mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.

Criado em 1998 por um grupo de empresários e executivos da iniciativa privada, o Instituto Ethos é um polo de organização de conhecimento, troca de experiências e desenvolvimento de ferramentas para auxiliar as empresas a analisar suas práticas de gestão e aprofundar seu compromisso com a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentável.

O Instituto Ethos propõe-se a disseminar a prática da responsabilidade social empresarial, ajudando as instituições a:

– Compreender e incorporar de forma progressiva o conceito do comportamento empresarial socialmente responsável;

– Implementar políticas e práticas que atendam a elevados critérios éticos, contribuindo para o alcance do sucesso econômico sustentável em longo prazo;

– Assumir suas responsabilidades com todos aqueles que são atingidos por suas atividades;

– Demonstrar a seus acionistas a relevância de um comportamento socialmente responsável para o retorno em longo prazo sobre seus investimentos;

– Identificar formas inovadoras e eficazes de atuar em parceria com as comunidades na construção do bem-estar comum;

Prosperar, contribuindo para o desenvolvimento social, econômica e ambientalmente sustentável.

O que o consumidor consciente espera das empresas?

Um desafio permanente para as pessoas e instituições envolvidas na difusão da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) é a busca de formas eficazes para demonstrar ao público consumidor o quanto uma empresa está comprometida e atuante nesse tema.

Em 2001, como resposta a esta demanda social, foi criado o Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, no âmbito do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. As entidades vêm, desde 2003, trabalhando juntas sobre um conjunto de projetos integrados, com o objetivo de criar instrumentos por meio dos quais se possam disseminar os conceitos e apoiar as práticas relacionadas ao Consumo Consciente e à RSE.

O Centro de Referência Akatu pelo Consumo Consciente, um portal na internet, serve como meio de divulgação e de operação desses instrumentos, aberto aos consumidores, empresas, imprensa e lideranças da sociedade. Um dos elementos fundamentais desse portal é um guia que apresenta, entre outras informações, a Escala Akatu de Responsabilidade Social Empresarial.

Consulte aqui o Guia de Empresas e Produtos.

Com a palavra, o consumidor

No Brasil, consumidores exigentes, com alto grau de consciência socioambiental, se tornaram preocupação para as empresas. A questão do consumo consciente está há muito tempo na pauta das empresas. Há 20 anos, as empresas achavam que se tratava apenas de uma moda, mas agora perceberam que era um tsunami. 

A discussão sobre consumidores conscientizados pressionando o setor privado para ser mais responsável não é novo.

Um levantamento sobre Responsabilidade Social das Empresas – Percepção do Consumidor Brasileiro, divulgado pelos institutos Akatu e Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, em parceria com Market Analysis Brasil, reúne sistematicamente dados coletados em oito regiões metropolitanas (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife e Brasília) e aponta para a linha evolutiva da relação consumo x responsabilidade.

O trabalho inclui o relato de 800 pessoas, entre 18 e 69 anos, e aproximadamente 77% dos respondentes têm interesse em conhecer as ações socioambientais empresariais.

Responsabilidade Social Empresarial e o cooperativismo

Os princípios que norteiam as cooperativas, incluindo as de crédito, atribuem à responsabilidade social dessas empresas o papel de ajudar a suprir, na sociedade na qual se inserem, as necessidades básicas para o desenvolvimento humano com qualidade de vida.

Preconiza o sétimo princípio cooperativista: “as cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades por meio de políticas aprovadas pelos membros”.

Ao interagir no seu entorno, as cooperativas têm o poder de beneficiar não somente seus funcionários e associados, mas também suas famílias e comunidade como um todo. Tendo a ética como princípio balizador das ações, as cooperativas atuam na educação, saúde, lazer, proteção ambiental e estímulo à produtividade com responsabilidade. Empresas cuja responsabilidade social esteja voltada ao bem comum tornam-se modelos de organizações bem-sucedidas.

Para que uma empresa seja socialmente responsável não basta cumprir plenamente obrigações jurídicas, é preciso investir também no capital humano, no entorno e nas relações com os interlocutores.

Estamos fazendo o dever de casa, com olhos no futuro

O Sicoob Engecred é um exemplo de cooperativa socialmente responsável. No que se refere à prática social, a instituição destina cada vez mais recursos para ações sociais, distribuídos entre investimentos para funcionários e cooperados (qualidade de vida no trabalho) e contribuições para a sociedade por meio do Instituto Sicoob.

O portfólio do Instituto Sicoob inclui ações positivas que irradiam o espírito de solidariedade e cooperativismo, de modo a promover o desenvolvimento humano e social. Os projetos contribuem para a construção de uma sociedade melhor.

O Instituto Sicoob é uma entidade preparada para realizar projetos, programas ou planos de ações, com a adoção de recursos físicos, humanos e financeiros. Também trabalha na prestação de serviços intermediários de apoio a organizações sem fins lucrativos e a órgãos do setor público que atuam em áreas afins.

A responsabilidade social se torna cada vez mais fator de sucesso do Sicoob Engecred, o que cria novas perspectivas para a construção de um mundo economicamente mais próspero e socialmente mais justo.

Áreas de atuação do Instituto Sicoob

  • Promoção da assistência social;
  • Promoção gratuita da educação;
  • Defesa, preservação e conservação do meio ambiente;
  • Promoção do desenvolvimento sustentável;
  • Promoção do voluntariado;
  • Promoção do desenvolvimento econômico e social;
  • Experimentação, não lucrativa, de novos modelos socioprodutivos e de sistemas alternativos de produção, comércio, emprego e crédito;
  • Promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais;
  • Estudos e pesquisas, visando o desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos.

Caso ainda não seja um cooperado do Sicoob Engecred, junte-se a nós! #façaparte

Postado por Sicoob Engecred

O Sicoob Engecred é uma das mais sólidas e respeitadas instituições financeiras cooperativas do país. Alia gestão eficaz, carteira diversificada, atendimento diferenciado e foco no resultado dos associados para ser reconhecida como a principal instituição financeira de cada cooperado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *