Você que é cliente de instituição financeira, anote uma data na sua agenda: 16 de novembro de 2020. Neste dia, ocorrerá uma transformação no sistema. O Banco Central vai ativar o PIX, que será uma nova maneira de realizar transferências e pagamentos digitais em até 10 segundos, funcionando 24 horas por dia, 7 dias por semana e em todos os dias do ano.

O PIX vai substituir, gradativamente, a Transferência Eletrônica Disponível (TED) e o Documento de Ordem de Crédito (DOC), que são considerados lentos e de alto custo para o cliente. A TED leva alguns minutos para cair na conta, com prazo máximo de uma hora; já o DOC tem tempo de compensação de um dia útil.

Quem também deve tornar-se obsoleto é o boleto bancário, muito utilizado em lojas virtuais. Determinadas empresas levam até 48 horas para confirmarem o pagamento e despacharem o produto. Com o PIX, o pagamento será instantâneo.

Outra novidade do PIX será a forma de realizar as transações. O cliente poderá transferir dinheiro e fazer pagamentos utilizando número de celular, e-mail, CPF/CNPJ e até mesmo pela leitura de QR Codes estáticos e dinâmicos.

As transferências ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor. Tudo sem a necessidade de intermediários, o que propicia custos de transação menores.

Como bem disse o diretor de Tecnologia da Informação do Sicoob, Antônio Cândido Vilaça Junior, durante live realizada pela nossa cooperativa, no dia 31 de julho, essa “é a maior transformação do sistema financeiro dos últimos anos”. Clique aqui e assista a live completa sobre ‘O impacto da transformação digital na vida dos cooperados e nos negócios’.

Você é dono de suas chaves

Se você gravou a data de 16 de novembro, dia em que o PIX entra em operação, tem que registrar antes outra data importante: 5 de outubro, que é quando os clientes bancários poderão cadastrar suas ‘chaves’ junto ao Banco Central.

Você deve estar se perguntando: o que são essas chaves? São seus números de CPF, de CNPJ, de celular ou e-mail. Esses dados vão garantir a transferência de valores, sem a necessidade de informar conta corrente/poupança, agência e outros dados. Vai ficar tudo mais rápido e fácil!

O Banco Central vai criar um Diretório De Identificadores De Contas Transacionais (DICT) para armazenar as informações das chaves ou apelidos. Esse sistema funcionará 24 horas por dia, durante todo o ano.

Clique aqui e conheça a resolução que instituiu o PIX.

Entenda o PIX

PIX é um arranjo de pagamentos instantâneos instituído pelo Banco Central para realizar transferências monetárias eletrônicas. A transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorrem em tempo real. Como já antecipamos, o serviço está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias no ano.  Acompanhe os detalhes:

Velocidade

Recursos disponíveis para os recebedores em poucos segundos.

Conveniência

Experiência facilitada para o usuário. Iniciação, conciliação e confirmação dos pagamentos centrados nas necessidades do usuário.

Segurança

Transações cursadas na Rede do Sistema Financeiro Nacional e utilização de meios inovadores e seguros para autenticação digital.

Ambiente aberto

Estrutura flexível e aberta de participação, a fim de garantir o acesso e surgimento de novos participantes que ofertem serviços inovadores        e diferenciados que atendam às necessidades dos usuários finais, admitindo duas modalidades de participação:

  1. Provedor de conta transacional: instituição financeira ou instituição de pagamento que oferta uma conta transacional (conta de depósitos à vista, conta de depósitos poupança ou conta de pagamento pré-paga) para o usuário final;
  2. Provedor de serviço de iniciação de pagamento: instituição que exercerá a iniciação do pagamento a pedido do titular de conta transacional, não participando da liquidação financeira. Essa forma de participação está condicionada à regulamentação específica.

Multiplicidade de casos de uso

Poderão ser realizados pagamentos de qualquer tipo/valor, incluindo transferência entre pessoas e/ou empresas; pagamentos de bens e serviços a estabelecimentos comerciais e no comércio eletrônico e transferências envolvendo o governo.

Fluxo de dados com informações agregadas

Informações importantes para conciliação poderão cursar junto com a ordem de pagamento, facilitando a automatização e o surgimento de novos modelos de negócios.

A concorrência vai beneficiar você, cliente!

Além de agilizar as transferências monetárias eletrônicas, o PIX tem outro objetivo. Segundo o Banco Central, o sistema tem o potencial de alavancar a competitividade e eficiência no mercado, baixar o custo para o usuário e promover a inclusão financeira. A expectativa é a de que surja um novo modelo de negócios com redução de custos.

E se tem algo que preocupa o Banco Central é a concentração do sistema financeiro nacional. Relatório de Economia Bancária de 2019 aponta que os cinco maiores bancos do país – Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Santander – detinham 81% dos ativos totais do segmento.

Clique aqui para conferir algumas iniciativas do Banco Central para aumentar a concorrência no segmento bancário comercial.

Essa concentração é um dos motivos de o Brasil ter uma das mais altas taxas de juros do mundo na oferta de crédito. Sem falar nos altos valores praticados pelas instituições nas taxas de produtos e serviços.

Mas nem tudo está perdido. O consumidor tem opção no mercado, como as cooperativas de crédito, que ofertam os mesmos produtos e serviços dos bancos tradicionais, porém com taxas menores que as do mercado, e acesso facilitado ao crédito. O custo é reduzido porque, nas cooperativas, o associado é cliente e dono ao mesmo tempo.

Exemplo é o Sicoob Engecred, cooperativa singular ligada à Central Sicoob Uni, com pontos de atendimento em Goiás e Minas Gerais, e que integra o Sistema Sicoob, o maior sistema financeiro cooperativo do Brasil.

No Sicoob Engecred, assim como nas cooperativas do sistema, todas as operações financeiras realizadas se transformam em benefícios para os associados, por meio de taxas e condições especiais, além das sobras (lucro) divididas ao final do exercício.

Dessa forma, as cooperativas contribuem para o desenvolvimento das economias locais, investindo recursos em projetos de desenvolvimento sustentável e fomentando a prosperidade e a solidariedade das regiões em que atuam.

Afinal, uma cooperativa de crédito não visa o lucro, mas, sim, o crescimento de seus associados, o desenvolvimento socioeconômico e a justiça financeira.

Venha fazer parte do Sicoob Engecred! Fale com a gente e conheça os benefícios de ser cooperado.

Postado por Sicoob Engecred

O Sicoob Engecred é uma das mais sólidas e respeitadas instituições financeiras cooperativas do país. Alia gestão eficaz, carteira diversificada, atendimento diferenciado e foco no resultado dos associados para ser reconhecida como a principal instituição financeira de cada cooperado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *